segunda-feira, 6 de junho de 2011

Participação e interferência de Sergipe na II Guerra Mundial

Entre os dias 15 e 16 de Agosto de 1942, o submarino alemão U-507, comandado pelo capitão de corveta Harro Schant torpedeu covardemente três navios da Marinha Mercante Brasileira (Baependi, Araraquara, Annibal Benévolo) que singravam pela costa sergipana, gerando em torno de 500 mortos oriundos da atrocidade nazista.
Assim, criou-se na capital sergipana um clima de consternação, as pessoas revoltadas buscavam uma atitude do governo estadual, que por sua vez tentou manter a calma de toda a população. No entanto, o ato nefasto ocorrido em águas sergipanas impulsionou a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, fazendo com que Vargas toma-se uma posição definitiva.
Declarada a guerra, as forças armadas brasileiras começaram a regimentar soldados, daí teremos sergipanos que irão lutar nos campos de batalha na Itália.
Por Memorial da Judiciário Aracaju-se
\ By: Adriana e Victória

Um comentário:

  1. Que pena que desde antigamente existiam pessoas covardes !!

    ResponderExcluir